Você sabe como fazer o planejamento financeiro para advogados?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

O gerenciamento financeiro é fundamental para quem deseja ter sucesso com seu escritório de advocacia. Porém, essa não é uma tarefa muito fácil, tendo em vista que no curso de Direito o profissional não aprende nada a respeito sobre planejamento financeiro para advogados.

Sem esse conhecimento, cuidar da gestão administrativa e financeira do escritório se torna um grande obstáculo e qualquer erro pode causar sérios problemas. Por isso, é importante que o escritório esteja atento com as questões estratégicas que possam auxiliar no controle das finanças e que conte com profissionais qualificados para tal tarefa.

Pensando nisso, elaboramos este texto para te mostrar como é possível realizar um planejamento financeiro eficaz para escritório de advocacia. Confira!

Elabore um bom planejamento estratégico

Fazer um planejamento estratégico inserindo os objetivos e metas que você deseja alcançar é imprescindível para o êxito do seu escritório de advocacia.

Com ele também é possível criar um norte por qual caminho seguir e o que é necessário ser feito pelos colaboradores, sócios, entre outros, buscando sempre alcançar esse objetivo.

Para que você consiga definir onde quer chegar com o seu escritório, é preciso decidir em quais áreas o escritório vai atuar, se todos os profissionais estão capacitados e possuem conhecimento sobre as áreas escolhidas e, a partir de então, será mais fácil avaliar o perfil dos clientes que geralmente buscam serviços jurídicos nessas áreas e o que deve ser feito para conquistá-los.

Após isso, será necessária uma análise para estabelecer qual investimento será preciso para que o escritório atinja as metas definidas e o que será utilizado para avaliar os resultados obtidos.

Adote um software jurídico específico

Com o avanço da tecnologia, as inovações tornaram-se grandes aliadas no que concerne ao planejamento financeiro para advogados. Atualmente, o mercado oferece diversas ferramentas específicas para auxiliar no controle das finanças do escritório de advocacia.

Por meio dele, o controle das entradas e saídas se torna mais simples e seguro, além da emissão de relatórios que auxiliam no monitoramento e servem como base para a realização de planejamentos efetivos e otimização do tempo gasto com esse tipo de atividade.

Defina um pró-labore para cada sócio

Estabelecer um valor de pró-labore para cada sócio evita problemas com as finanças do negócio, já que quando abrem um escritório os sócios pensam em ganhar mais do que ganhariam trabalhando em escritório de terceiros, afetando a lucratividade.

A partir do momento que o escritório vai crescendo, a tendência é que os lucros sejam maiores e os valores para recebimento aumentem.

Contrate um profissional contábil

Caso você não entenda como administrar as questões financeiras do seu escritório de advocacia, busque o auxílio de um contador. Ele é a pessoa mais indicada para tratar das finanças e de tudo relacionado a elas, como: fluxo de caixa, valores a pagar e a receber, dentre outros.

Você terá que investir um valor maior na contratação desse profissional mas, caso você faça sozinho e pratique algum erro, o prejuízo poderá ser bem maior.

Além do mais, possuindo uma visão mais clara de como anda a situação financeira do seu escritório, ficará mais fácil de você saber se todo o investimento está trazendo resultados positivos para o negócio.

Faça o controle do fluxo de caixa

Realizar o registro de todos os gastos e de todos os recebimentos é essencial para saber os lucros do negócio e como anda a saúde financeira do escritório.

Quando você realiza o controle do fluxo de caixa, é possível aumentar o número de ações que podem ser estipuladas para o seu negócio, como: reduzir os gastos com coisas consideradas desnecessárias ou secundárias, analisar qual departamento precisa de mais ou menos aplicações, definir objetivos e metas financeiras e demais métodos que contribuem para a criação de planejamento financeiro para advogados.

Não misture as contas pessoais com as do escritório de advocacia

Preste bastante atenção e não misture jamais seus gastos pessoais com os gastos do seu escritório de advocacia! Esse é um erro muito cometido, mas que pode causar grandes problemas financeiros.

Quando você mistura esses gastos fica difícil fazer a conta exata das finanças do negócio.

Para que isso não ocorra, você tem que saber exatamente quais são os seus custos pessoais e quais são os profissionais. Para te ajudar a ter esse monitoramento, você pode fazer uso de planilhas que te ajudarão a organizar essas despesas ou até mesmo utilizar ferramentas próprias, como os softwares de gestão que controlarão e organizarão a sua gestão financeira.

Outra coisa muito importante: em hipótese alguma retire dinheiro do escritório para fazer o pagamento de contas pessoais e vice-versa.

Faça o marketing jurídico do escritório

Como o Código de Ética e Disciplina da OAB define várias restrições ao marketing jurídico como forma de proteger a credibilidade da profissão, é preciso que você esteja bem atento às regras.

Mesmo assim, é possível que você aproveite de diversas formas o uso da publicidade a seu favor e torne seu escritório reconhecido no mercado jurídico e pelos prováveis clientes.

Busque elaborar uma boa identidade visual, com uma logo interessante e que esteja relacionada e apropriada com as atividades exercidas pelo seu escritório.

Aposte nos cartões de visitas e no seu espaço físico também. Após isso, comece com as estratégias de divulgação. Você pode fazer da seguinte forma:

  • participando de eventos na área;
  • distribuindo cartões com seu contato para amigos, família e conhecidos;
  • criando um blog para publicação de artigos jurídicos;
  • utilizando a redes sociais, como: Facebook, Instagram, LinkedIn, entre outras.

Por meio do marketing jurídico você consegue demonstrar o tipo de serviço realizado, a qualidade dos serviços prestados, o diferencial do escritório de advocacia, ganhando melhor credibilidade e, como consequência, aumento e fidelização dos clientes, garantindo maior lucratividade e desenvolvimento para o escritório.

Agora que você já sabe o que fazer para ter um planejamento financeiro para advogados eficaz, o que está esperando para colocar tudo em prática e garantir o sucesso do seu escritório? Siga agora mesmo essas dicas e seja destaque na sua carreira profissional.

Você gostou deste conteúdo? Então continue sua visita em nosso blog, leia o texto “Diferenças entre sistema jurídico e planilha Excel” e fique por dentro do assunto!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Posts mais recentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar a sua experiência no uso do site. Ao utilizar nosso site você reconhece que está de acordo com a nossa Política de privacidade.